domingo, agosto 27, 2006

Novos hábitos...

Bordando há tantos anos e nunca fui de bordar em transportes ou sítios públicos. Não sei bem porquê mas não me sentia à vontade, não gosto que fiquem olhando para o meu bordado ou a maneira como bordo, pessoas estranhas, não sei bem... Também nunca pensei muito nisso. Mas ultimamente... tenho pensado em levar um dos meus bordados actuais para aproveitar algum tempo que passo nos transportes. É que mudei de local de trabalho e agora demoro bem mais tempo no percurso casa-trabalho e vice versa. E esta sexta feira preparei o material... e lá foi comigo, para uns pontinhos no comboio. E bem que valeu a pena. É cerca de 1 hora diária no comboio e sempre adiantei um bom bocado. E nem dei pelo tempo a passar, rsrsr... Hoje vou preparar o bordado para amanhã fazer o mesmo.
E vocês, que passam aqui pelo blog e bordam... costumam bordar nos transportes ou nem por isso ? E importam-se em bordar em sítios públicos ? Deixem a vossa opinião nos comentários.

8 comentários:

Telma Dias disse...

Já tenho feito crochet no comboio mas as pessoas olham muito e confesso no inicio me sentia um bocado incomodada! Mas agora já nem ligo sempre é uma distracção, ou então leio um livro :o)
Bjs

Pollykc disse...

por acaso nunca bordei em transportes... mas acho que a razão é simples... até estes ultimos meses era estudante, ia sempre cheia de coisas para a universidade... normalmente ia a ler textos ou livros que tinha que ler =P
Mas já pensei, que quando começar a trabalhar talvez me dedique a essa arte de bordar no comboio =) O problema é que eu dou conta de tudo, em cada paragem tenho que olhar pa quem entra ou sai...
qualquer dia tento fazê-lo =)

ah!, mas lembro-me de uma vez ter visto uma senhora a bordar ponto cruz no comboio... ia-me dando uma coisa má... conforme fazia um ponto cruzava-o logo de imediato... penso que até bordava com as 6 linhas... uma coisa estranhíssima para mim... deu-me vontade de lhe dizer "olhe...não é assim que se faz", mas deixei-me ir na minha vida =P

Mas também já vi trabalhos muito bonitos no comboio, é inevitável não olhar quando alguém no nosso banco está a criar algo =) uma vez vi uma espécie de porta com tijolos em redor, era lindo o quadro =)

Marta Macedo disse...

Olá Madá

Sabes eu faço o mesmo, mas não é no comboio nem a caminho do trabalho, é no autocarro a caminho ta terrinha. Com sabes eu não sou natural de Lisboa, vim de Braga para cá estudar então, pelo menos um fim de semana por mês vou a casa, visitar os meus pais e os meus grandes amigos que por lá deixei e como é umas longa viagem de cerca de 5 horas, dá para adiantar muito o ponto de cruz, foi assim que fiz as vaquinhas que doei aos Acolchoados de Amor… Ao inicio também me sentia um pouco desconfortável com os olhares alheios, mas agora vou tão concentrada no bordado que nem presto atenção… por isso acho que fazes muito bem, assim sempre se aproveita o tempo.

Continuação de magníficos trabalhos

Ah!! Não te esqueças de dar um saltinho ao meu cantinho para veres as novidades.

Um beijo

Marta Macedo

Claudia Assencao disse...

Bom, nunca tentei bordar em transportes porque se eu ficar olhando para baixo me sinto mal... :\ e iria adorar bordar nos transportes!! Eu não me encomodo de bordar em sítios públicos mas não tenho muita paciencia para responder o que estou fazendo!!! rrssss
Beijos, Claudia

Maria disse...

Nunca bordei em transportes publicos porque, neste momento, não ando.
Quando estou à porta da escola, à espera dos meus filhos, costumo ler, mas ultimamente, tenho pensado que poderia fazer um crochet. E quero lá saber de quem olha...

Folhinha Titubeante disse...

Nunca bordei nem fiz qualquer outra coisa nos transportes públicos( a não ser a ler apontamentos quando andava no secundário)...agora vou numa de apreciar a paisagem, tão simplesmente. Mas essa opinião de não fazer por não gostar das pessoas a deitar o olho sobre o ombro, também partilho dela. Se bem que as pessoas hoje em dia deitam o olho por cima do ombro por tudo e por nada!! Eh eh eh!
Esta é a minha primeira postagem num blog do género! Espero que não seja filha única!:)

Cris disse...

Olá Madá!
Bem eu sempre que pagava o comboio não ia a bordar mas sim a tricotar, nunca me importei e nem imaginas quantas pessoas conheci através do tricô, umas curiosas em ver o que eu estava a fazer, outras que se achegavam com suas agulhas e sacolinhas com lãs para tecermos juntas e íamos conversando e tricotando, sempre que levo o filhote ao futebol levo o meu bordado junto, quando vou passar o dia no parque fazer um piquenique com os filhos lá está o meu bordado junto, só que as vezes ele vai e volta sem eu ao menos dar um pontinho...mas que vai ...isso vai.
Não canso de ver seus bordados...gosto muito.
Abração!

Sílvia disse...

Eu bordo, faço tricot, faço crochet nos transportes. Nao me faz confusao nenhuma. E uma optima maneira de nao custar tanto a passar o tempo e tambem de conhecer pessoas. Ha sempre alguem que nao resiste e pergunta o que estou a fazer.
Silvia